Artigos

Ganhos da dosagem de aditivos na forma líquida em dietas balanceadas – Parte 1

Ganhos da dosagem de aditivos na forma líquida em dietas balanceadas – Parte 1

Os aditivos nutricionais e tecnológicos nas dietas balanceadas tem sido uma das frentes que mais se desenvolvem nas cadeias de produção animal nos dias atuais. Muitos desses aditivos são produzidos por via fermentativa ou por reações químicas e tem a forma líquida como sua apresentação final, seja na forma aquosa ou oleosa com as vitaminas lipossolúveis.

A maior parte dos aminoácidos, enzimas e vitaminas se apresentam na forma líquida e, por questões de logística, demandam ser transformados para forma granulada ou pó. Uma vez na forma pó ou granulada, são acondicionados em embalagens de papel ou plástico, para a facilidade de entrega em pequenos volumes.

Papel e plásticos, que muitas vezes não estão contemplados em sistemas de engenharia reversa e, como dizem atualmente alguns técnicos, se o seu produto deixou algo para ser jogado no lixo, ele está “incompleto”.

Quando consideramos a dosagem de aditivos na forma líquida, estaremos economizando uma ou mais etapas produtivas nas plantas de produção, podendo fazer o aditivo ainda mais viável na formulação das dietas.

Acesse nosso LinkedIn: OPTA Alimentos

Atualmente, um dos campeões de dosagem na forma líquida são as fontes de Metionina Hidroxi-Análoga, que estima-se que atendam mais da metade de toda produção de ração de monogástricos globalmente, chegando a 80% em alguns países.

Outra que também desfruta de grande aceitação é o Cloreto de Colina Líquida, que traz uma motivação técnica importante, que é a retirada do aditivo de dentro das misturas de premix por ser muito higroscópico e altamente reativo aos minerais, desencadeando reações com os demais aditivos do premix ou núcleo.

A Lisina Líquida tem ganho maior atratividade por ser um dos aminoácidos que buscam competitividade ao máximo em termos de custo e geração de benefícios técnicos na formulação de ração, como o exercício da “Proteína Ideal”, que busca atender precisamente exigências nutricionais mesmo com a procura constante por matérias primas alternativas ao milho e soja.

Outros aditivos como enzimas e vitaminas tem soluções bastante sofisticadas como dosagem pós peletização, buscando minimizar os efeitos agressivos da alta temperatura e pressão.

Os benefícios da dosagem de aditivos líquidos direto nos misturadores são vários, dentre eles:

1. Maior precisão na dosagem;

2. Menor desperdício e embalagens;

3. Menor desmistura nas rações ou maior homogeneidade:

Os misturadores normalmente têm a sua eficiência e tempo de mistura verificados no mínimo anualmente, sendo adequado também quando tivermos um novo macro ingrediente na fórmula. Partículas finas e os aditivos normalmente entram nessa classificação, pois apresentam certa habilidade de segregação durante o transporte e armazenagem interna na fábrica de ração, ou mesmo no transporte para as granjas e também, um pouco mais crítico, nos comedouros automáticos dentro das granjas. Essa desuniformidade na mistura pode impactar na variabilidade de performance entre os animais nos mesmos lotes. Os aditivos na forma líquida têm sua distribuição estável e contribuem para a aderência de outros finos nas frações maiores da ração.

Voltar

Cadastre-se e receba nossas artigos e atualizações.